O governo do Pará apresentou ontem (03/08) os planos para a expansão de sua rede corporativa, durante Encontro de Provedores Regionais em Belém. A meta é interligar com fibra 94 das 144 cidades paraenses até o final do ano.

Está sendo estudado o modelo para o compartilhamento de capacidade da rede corporativa da Prodepa com os provedores regionais. O encontro contou com a participação de 70 empresários da região e que atuam no mercado de telecom.

Durante a oportunidade o presidente da Prodepa, Theo Flexa, anunciou que a empresa está em contato com os provedores de internet da região e através das demandas que os ISPs apresentaram é que estão definindo o melhor modelo jurídico para estabelecer a parceria.

 

“Certamente o primeiro trecho da rede que vamos compartilhar com os provedores de internet é o cabo óptico que interliga Barcarena (continente) a Ponta das Pedras, na ilha do Marajó”, disse Flexa, lembrando que essa rota foi construída em parceria com a Celpa, empesa de energia elétrica. Com essa medida será possível levar fibra para os municípios da ilha e assim provedores poderão atender uma população hoje desassistida.

 

QUEM É A PRODEPA?

A Rede da Prodepa melhorou muito em dez anos segundo relatou o seu presidente. Passou de um projeto, o Navegapará, a uma rede corporativa compartilhada entre órgãos estaduais, federais e municipais, multifacetada, onde os custos de manutenção são rateados e os investimentos, nem tanto. Quem tem mais orçamento, contribui mais na expansão da rede. A tarefa da Prodepa é interligar os órgãos de governo e pontos de atendimento público, como escolas, postos de saúde, delegacias.

 

IX Belém.

O NIC.br também esteve presente no Encontro, sendo representado pelo supervisor do departamento IX.br, Antonio Galvão Rezende Filho, que expos as vantagens das conexões PTT e mostrou o potencial que existe no Estado do Pará.

“Cerca de metade dos provedores de Belém ainda não participa do IX Belém”, pontuou o supervisor do IX.br.

MCTIC

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Indústria apresentou as ações do governo federal para apoiar os provedores na expansão de suas redes e através do coordenador de Programas de Infraestrutura de Banda Larga, Marcelo Romão, realizou o convite aos provedores para participarem da consulta pública sobre a política nacional de Telecomunicações, que apresenta um capítulo dedicado à conectividade. Romão finalizou que uma das principais diretrizes é levar backhaul em fibra óptica para as cidades que ainda não tem atendimento.

FONTE: PontoISP

onclick="ga('send', 'event', 'botao', 'clique', 'whatsapp'); onclick="ga('send', 'event', 'botao', 'clique', 'formulario');